O que saber antes de alugar uma casa

casa

Passo vaga SINGLE: Quarto espaçoso em uma casa no Centro de Dublin. 5 minutos da Spire. Mais 3 pessoas na casa. Um quarto é suíte, então você dividirá o banheiro apenas com mais uma pessoa.

Cozinha grande e equipada, sala com TV, aquecedores em todos os cômodos.

Aluguel: 300,00

Depósito: 300,00

Internet: 13,00 por pessoa

Energia: 40 euros a cada dois meses.

 

O anúncio acima parece tentador, não é mesmo?! Uma boa casa, no centro de Dublin, por um preço aceitável. Poucas pessoas na casa, banheiro compartilhado só com mais uma pessoa. Muitas pessoas aceitam a vaga imediatamente ao verem essas características, porém, existem mais coisas que devem ser analisadas antes de fazer as suas malas e sair de mudança.

 

Pegando uma vaga

Ao pegar uma vaga que está sendo passada por outro estudante, é importante colher o máximo de informações possíveis sobre a pessoa que está deixando a vaga e sobre os outros moradores da casa, por isso, siga essas dicas 😉

– Procure saber o motivo pelo qual a pessoa está deixando a vaga.

– Pergunte a ela sobre os outros moradores, quais as nacionalidades, se são quietos ou costumam fazer festas e se há fumantes na casa.

– Informe-se sobre o landlord.  Se ele é atencioso, se há mais pessoas na casa do que o permitido, se a casa foi alugada em particular ou em uma imobiliária…

– Pergunte o valor mensal das contas de internet, energia, gás e como é feita a coleta do lixo.

– Examine bem o seu futuro quarto e as condições gerais da casa. Veja se não há mofo nas paredes, nas janelas, no banheiro, no tapete ou carpete.

– Veja se está tudo funcionando direitinho como geladeira, aquecedores, fogão e máquina de lavar.

– Pergunte se o chuveiro é elétrico. Se não for, pergunte quanto tempo o boiler demora para esquentar a água.

Após todo esse interrogatório com a pessoa que está te passando a vaga, é hora de conversar com os outros moradores. Puxe um papo legal, e pergunte sobre a rotina deles. É interessante saber pois se a rotina de todos for igual a sua, vocês poderão ter problemas com o horário de tomar banho ou de cozinhar.

 

Alugando uma casa vazia

Ao alugar uma casa vazia, pergunte ao landlord ou agente imobiliário se a casa está vazia há muito tempo, se tudo funciona perfeitamente, como é feita a coleta do lixo, se ele mora em Dublin e poderá te dar suporte se precisar.

Verifique se tudo na casa funciona, cheque o fogão, a geladeira, o boiler ou chuveiro elétrico, aquecedores, lâmpadas, TV (se tiver) e outros eletrônicos.

Abra os armários e veja se a casa já possui utensílios de cozinha, pratos, panelas, copos, e tudo mais.

Leia o contrato com atenção. Não assine nada sem ler antes. Se você não conseguir entender o contrato, leve pra alguém na sua agência ou escola que possa te ajudar.

 

Alugando uma casa vazia ou pegando uma vaga, em ambos os casos é importante que você conheça mais sobre a região onde vai morar. Procure saber se é uma região perigosa e se tem acesso fácil a transporte público.

Dicas úteis para economizar:

– As casas mais antigas podem conter fiações e relógio de força muito velhos. Isso pode ocasionar um gasto a mais de energia.

– As casas com janelas de madeira podem gerar um gasto a mais no inverno. Elas deixam frestas as vezes bem grandinhas e isso fará com que você tenha que deixar o seu aquecedor ligado por mais tempo para aquecer o cômodo.

– Na Irlanda você é obrigado a pagar um depósito no mesmo valor do seu aluguel somente no primeiro mês. Se você está pegando uma vaga cujo depósito é mais caro do que o valor do aluguel, questione o motivo. Pode acontecer do antigo morador ter precisado comprar algo pra casa e o valor está sendo passado juntamente com o depósito. Nesse caso, veja se o valor está coerente. Alguns pratos, copos e até uma torradeira não justificariam um aumento muito grande no valor.

– Se você já está trabalhando com registro em Dublin, você pode ir até a Revenue (ao lado do Burguer King da O’Connell St.) e preencher o formulário Rent 1 – Claim for Rent Relief for Private Rented Accommodation. Com esse formulário você poderá receber de volta as taxas inclusas no seu aluguel. Você pode imprimir o formulário em casa, para baixar o modelo em PDF, clique AQUI.

 

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Como Procurar Emprego na Irlanda

primeiro-emprego

A Irlanda é um lugar muito bom pra se viver. A maioria dos estudantes brasileiros lamentam terem que retornar à pátria amada, aindamais se conseguirem um bom emprego por aqui. Nos dias de hoje, com todos os problemas financeiros que o mundo supera diariamente, é claro que até na Irlanda ficou mais difícil encontrar trabalho, porém, ainda há vagas para quem realmente quer. Quer saber como a crise ajudou os gringos por aqui? Com menos dinheiro entrando no caixa, as empresas precisam de mão-de-obra mais barata. Ao mesmo tempo, a população não quer trabalhar por “mixaria”, então esse trabalho vai sobrar pra quem? Claro, pra nós, pobres estudantes que topamos tudo por alguns eurinhos. Em contrapartida, agora existem irlandeses em situações financeiras precárias, e esses, começaram a disputar vagas nos “subempregos” conosco.

O que você tem que saber é que em muitos lugares preferem contratar gringos pois fazemos o trabalho sem reclamar e outros tantos lugares até dão preferência para brasileiros pois sabem que estamos acostumados a trabalhar duro e damos conta do serviço como ninguém. É nisso que você precisa focar para conseguir o seu trabalho. Então, as primeiras dicas são:

1- Não tenha medo de vir e arriscar.

2- Não fique lamentando dizendo que está difícil encontrar um trabalho. Guarde a energia que você vai gastar lamentando para utilizar com a sua persistência. Positividade sempre! 😉

3- Não tenha medo de começar por baixo. Mesmo que você venha pra Irlanda com um inglês mais avançado, lembre-se de que você não possui nenhuma experiência profissional aqui. Portanto, um trabalho de cleaner, kitchen porter, ou algo similar já te garante uma cartinha de referência.

 

Coisas que podem te ajudar a conseguir um trabalho:

As vezes sair de porta em porta entregando currículos não dá resultado. Você pode passar meses andando em Dublin 1, 2, 11, 24 ou seja lá qual for e não receberá uma mísera ligação. Isso é normal, acontece muito e sempre tem alguns macetes pra você aumentar as suas chances de retorno como:

Tenha um bom currículo

Um bom currículo nem sempre quer dizer “um currículo cheio de experiências”. Para ele ser bom, precisa ter todas as informações que o empregador quer ler. E o que ele quer ler?

– Informações diretas. Pense que ele terá mais 999 currículos pra ler depois do seu.

– Informações necessárias. Não invente coisas.

– O suficiente para identificar o seu perfil profissional. Então, novamente… não invente coisas!

Faça um currículo específico para cada tipo de trabalho que você procura. Quer saber porque?

Por exemplo: Se você estiver procurando um trabalho de cleaner, você não precisa colocar no seu CV a sua formação acadêmica. Não é porque você é formado na USP ou na Universidade Estadual da Califórnia que você será um bom cleaner. Muito pelo contrário, o empregador quer alguém que saiba o menos possível, pra não ficar reivindicando coisas ou enchendo o saco dele… rsrs

Mas se você estiver procurando um emprego na sua área, então, sem dúvidas será primordial incluir a sua formação acadêmica.

Nem pense em distribuir um currículo que não está em inglês. Isso é um pouco óbvio mas achei bom citar. HEHE’

Não se estenda muito. Um currículo de uma página já é suficiente.

Se você trabalhou em franquias internacionais como por exemplo, Mc Donald’s, Burger King, Subway, Starbuck’s, ou em alguma empresa multinacional, dê prioridade à elas ao citar suas experiências profissionais.

Com o currículo em ordem, é hora de correr atrás. Mas… por onde começar?

 

FÁS – National training and employment authority

O FÁS é uma agência irlandesa especializada em auxilio na busca por emprego. Eles recebem diariamente uma lista enorme de empregadores procurando pessoal para contratar. Tudo que você precisa fazer é:

Ir até um dos escritórios do FÁS (tem um bem na esquina do PPS, na Parnel St.) e utilizar aquelas máquinas vermelhas para procurar a sua vaga de emprego. Ou aproveitar o avanço da  tecnologia e procurar sua vaga on-line, no conforto do seu lar acessando esse link AQUI. O sistema utilizado nas maquinas é exatamente o mesmo do site. Em breve irei disponibilizar aqui um passo-a-passo de como utilizar o website do FÁS.

 

Websites de busca por emprego

Na Irlanda existem inúmeros sites especializados em busca por empregos. Segue abaixo uma relação dos mais famosos:

Jobs

Irish Jobs

Find a Job

Monster

Recruit Ireland

Jobs in Ireland

Done Deal Jobs

Best Jobs

Escolha os seus preferidos e busque por vagas todos os dias. Hoje você pode não encontrar, mas amanhã é outro dia. :)

Dica: Se possível, envie seu currículo pelo site e envie também diretamente para o e-mail da empresa que está disponibilizando a vaga. O que acontece é que muitos anúncios postados nesses sites são feitos por agências de recrutamento e não diretamente pela empresa que quer contratar. As vezes seu currículo não se enquadra aos padrões da agência mas está ótimo para a empresa.

 

Redes Sociais

Muitas empresas analisam o perfil do candidato através das Redes Sociais. Por isso, é indispensável que você tenha um bom perfil no LinkedIn. Se você ainda não tem, crie sua conta AQUI e preencha o máximo de informações possíveis (em inglês) e coloque uma foto um pouco mais séria como seu avatar.

Dependendo do tipo de emprego que você está buscando, até mesmo suas postagens do Facebook podem influenciar, porém, acho que já não chega a ser o nosso caso aqui.

Utilize também as redes sociais para buscar vagas de emprego. Sempre surgem anúncios naqueles grupos que já falamos sobre no post sobre como procurar casas para alugar em Dublin.

OBS: Se você está procurando vagas de cleaner, ou algo do tipo, não precisa se preocupar muito com a sua vida na internet.

 

Última dica:

Leve o seu currículo na mesma empresa várias vezes. Não precisa ser todo santo dia, mas se você fizer isso a cada 15 dias já está bom.

Você pode baixar um exemplo de currículo AQUI.

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Tirando o Seu GNIB

Finalmente o grande dia chegoooooooou! =)

Depois de um tempão esperando o PSS, senha e cartão do banco, depois de todo medo de não dar tempo e acabar ficando ilegal, chegou a hora de ir até a imigração para tirar o seu GNIB. \O/
Pois é meus amigos peguem os chocolates, recarreguem a bateria do celular e se preparem para boas ou nem tão boas horas de espera. HEHE’

O processo de obtenção do GNIB é um pouco demorado mesmo, mas não é nada complicado. E pra falar bem a verdade, tem gente que nem fica tanto tempo assim esperando. Para dar entrada na solicitação do seu GNIB, tenha em mãos os seguintes documentos:

– Passaporte
– Visa Letter (fornecida pela escola)
– Extrato bancário (para comprovação dos 3 mil euros)
– Apólice do seguro governamental

Depois de reunir todos os documentos, vá até o escritório da Imigração Irlandesa que fica no endereço: 13-14, Burgh Quay, Dublin 2

Exibir mapa ampliado

Chegando lá, entre em uma “pequena” fila para pegar a sua senha. Quando chegar a sua vez, basta entregar os documentos para o atendente. Ele irá checar seu passaporte e devolverá tudo pra você junto com a sua senha.

Depois disso, sente e aguarde…

 

 

Aguarde mais um pouco…

 

 

E mais um pouco…

 

 

Tome uma agua, coma alguma coisa…

 

 

Jogue seu Candy Crush, Papa Pear ou whatever…

 

 

Ligue pro seu flatmate pra papear (tomar o tempo de alguém faz o seu tempo passar mais rápido. ^^)

Espere só mais um minuto… E quando o display mostrar o seu número, o número da sua senha, lenvate-se com calma pois é bem provável que suas pernas estajam formigando e dirija-se até o guichê indicado.
Chegando lá, entregue todos os documentos que estão com você. O atendente irá checar tudo e talvez fará alguma perguntinha boba só pra fazer você falar algo. Em seguida vem o momento “celebrity” da foto e depois você deverá cadastrar todas as suas digitais em uma máquina. Por último você faz o pagamento da taxa de 300,00 euros via cartão de débito e pronto!

Agora é só sentar e esperar mais um pouquinho até que alguém te chame pelo nome para você pegar a sua carteirinha.

Algumas dicas:
– Procure ir até a Imigração no período da manhã pois como o volume de pessoas é muito grande, sempre acontece de acabar as senhas.
– Se a sua senha estiver muito longe de ser chamada, pergunte a qualquer atendente quanto tempo mais ou menos vai demorar. Você pode sair pra adiantar outras coisas e voltar depois de um tempo.
– Na hora de pagar, você pode optar por não utilizar o cartão. Nesse caso, será emitido um boleto que deverá ser pago no banco. A desvantagem é que você vai ter que retornar outro dia pra apresentar a guia paga e retirar sua carteirinha.
– Caso você tenha alguma dificuldade, tenha em mãos os telefones da sua agência e escola. Peça para ligarem pra lá e irão resolver tudo pra você.
– Quando estiver aguardando a sua vez de ser chamado para retirar a carteirinha, fique muito atendo para não perder a vez. O atendente irá chamar pelo nome em um microfone e se o seu nome for um pouco complicado, ele não vai conseguir falar muito bem. xD

 

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Abrindo Sua Conta Bancária

Todo intercambista chega em Dublin se sentindo o milionário, afinal, não é sempre que temos três mil euros no nosso bolso. Como todo milionário que se preze, é essencial que tenhamos uma conta em um bom banco para guardarmos a nossa fortuna. Visando nossa segurança, é altamente recomendado abrirmos uma conta o mais rápido possível.

Infelizmente temos que cair na realidade e nos lembrarmos que temos esse dinheiro pois precisamos comprova-lo para a imigração, caso contrário, não conseguimos nosso tão desejado GNIB (Leia com a voz do Rei do Camarote) e você sabe né… o GNIB é uma questão de status. Todo mundo quer ter um GNIB pois ele agrega valores ao seu intercâmbio. :)

rei_camarote

 

Brincadeiras à parte, a comprovação de renda na Irlanda é um passo muito importante e você não terá como escapar disso. Se você não sabe como funciona essa comprovação, vamos explicar.

Todos que querem estudar na Irlanda por mais de 3 meses devem comprovar renda de 500 euros mensais. Se você for ficar por aqui por 6 meses ou mais, essa comprovação será de 3 mil euros. Por exemplo:

Para estudar na Irlanda por 3 meses você deverá comprovar: 0,00

Para estudar na Irlanda por 4 meses você deverá comprovar: 2.000,00

Para estudar na Irlanda por 5 meses você deverá comprovar: 2.500,00

Para estudar na Irlanda por 6 meses você deverá comprovar: 3.000,00

Para estudar na Irlanda por 8 meses você deverá comprovar: 3.000,00

 

E como é feita essa comprovação? Se você está se perguntando isso, já vamos responder…

Chegará um dia em que você deverá ir até o escritório da Imigração Irlandesa para tirar o seu visto (GNIB). Nesse momento você deverá apresentar um extrato bancário que comprove a existência do valor solicitado para a comprovação na sua conta. Por isso você é obrigado a abrir uma conta estudantil em algum banco irlandês que pode ser:

– Bank of Ireland

– AIB

– Ulster Bank

Quem define em qual banco você abrirá a sua conta não é você pois para isso será necessário obter uma carta na sua escola (Bank Letter) que será direcionada a uma agência bancária específica cuja qual a escola possui parceria. Essa carta deve ser solicitada de preferência no seu primeiro dia de aula, então, não deixe tudo pra última hora! 😉

 

Além da Bank Letter também é necessário apresentar os seguintes documentos:

– Passaporte

– Comprovante de endereço (Você pode usar a cartinha do PPS)

 

Com todos os documentos em mãos, vá até a agência bancária indicada pela sua escola e dirija-se ao balcão de Atendimento ao Cliente (Costumer Service). Entregue todos os documentos e diga que você quer abrir uma conta de estudante.

O atendente irá pedir pra você preencher um formulário com todos os seus dados e pessoais. Com tudo preenchido, você não precisa fazer mais nada além de aguardar, pois aqui a conta não é aberta na hora como no Brasil. Espere até o dia seguinte para depositar todo o seu dinheiro e depois espere mais um dia para solicitar o seu extrato no mesmo balcão de Atendimento ao Cliente.

Dentro de 5 dias úteis (geralmente demora um pouco mais) você receberá no endereço cadastrado a senha do seu cartão e alguns dias depois você receberá o cartão e o extrato.

Com o extrato em mãos, o próximo passo é ir até a Imigração para tirar o seu GNIB. 😉

 

 

Dicas importantes:

– Se você está utilizando o endereço de alguma acomodação estudantil, não deposite o dinheiro antes de receber o seu cartão e senha.

– Enquanto aguarda a cartinha do PPS chegar para poder usá-la como comprovante de endereço, vá sacando o dinheiro do seu VTM. Os caixas possuem limites diários de saque, então você terá que sacar um pouco por dia.

– A taxa por saque do VTM é de 2,50 euros. Então dê preferência por utilizar as máquinas que ficam dentro das agências bancárias pois elas possuem um limite de saque maior do que aquelas que você encontra na rua.

– Assim que terminar o processo de abertura da sua conta, peça ao atendente o número da sua agência, conta e todas as informações possíveis. Algumas agências não informam isso logo de cara e se você quiser agilizar tudo, vai precisar dessas informações.

 

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

 

Procurando Casas

alugando-dublinProcurar um bom lugar pra morar em Dublin pode sim ser uma tarefa difícil. Algumas pessoas encontram com uma certa facilidade e outras passam meses procurando e nada de aparecer o tão esperado “home sweet home”. Para amenizar a dor no coração daqueles que ainda dormem no sofá dos amigos, ou dividem um quarto de Hostel com pelo menos mais 5 barbudos ou barbudas, aqui vão algumas dicas importantes:

Use a internet

A internet é um meio de comunicação formidável, mágico e lindo! Destrinche sem dó todos os sites de aluguéis em Dublin. Provavelmente você encontrará quase os mesmos anúncios em todos, mas também sempre tem alguns diferentes. E outra… é melhor nadar do que morrer na praia né! =D

Se você não conhece nenhum site para essa finalidade, aqui vai uma listinha dos mais importantes. Para acessá-los, é só clicar.

Daft

Rent.ie

MyHome

Let

Dublin Rentals

Property

Home Locator

Além desses sites que sempre ajudam, vasculhe cada cantinho de todos os grupos de ajuda no Facebook. Se você não conhece nenhum, aqui vão alguns pra você começar:

Students MD4S

Classificados Dublin

Novo Classificados Dublin

Classificados Irlanda Toda

Dublin Para Brasileiros – Classificados

Alguar em Dublin

Vivendo em Dublin

Acomodações na Irlanda – Dublin Casas

Classificados Irlanda

InDublin

Brazucas in Dublin

Study in Dublin

Esses são apenas alguns dos inúmeros grupos que existem por ai. Portanto, pesquise por outros também pois quanto mais contatos você conseguir, melhor.

Não limite-se apenas aos grupos brasileiros. Pesquise vagas também em outros grupos ou paginas como:

Venezolanos En Dublin

Venezolanos En Dublin – Ireland

Pesquise também por páginas de outros países além desses que citei. Curta a página da sua escola ou agência e procure por vagas por lá.

 

Faça contatos

Utilize os murais da sua escola para fixar um anúncio dizendo que você está procurando uma vaga ou para ver se alguém está anunciando por ali. Contato é a coisa mais importante no seu intercâmbio, por isso, converse bastante na sua escola, participe de grupos de conversação, saia bastante, conheça pessoas, crie círculos e ajude seus companheiros de intercâmbio pois cedo ou tarde, um desses novos amigos com certeza poderá te ajudar.

 

Fique de olho

Fique alerta antes de alugar uma casa. Procure saber sobre a localização, se a região é tranquila, se há acesso a transporte público, se a casa tem algum problema. Se você estiver pegando uma vaga, pergunte o motivo pelo qual a pessoa está saindo e converse com os outros moradores da casa.

Quer saber mais dicas sobre o que você precisa saber antes de alugar uma casa? Confira uma postagem especial sobre esse assunto clicando AQUI. 😉

 

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Mulheres, o que levar na mala

Por: Letícia Torcinelli

Transferir o guarda-roupa para duas malas é uma missão quase que impossível para nós mulheres, mas se esse momento chegou é porque a viagem está bem próxima. Mas e agora, o que levar na mala?

Parece difícil, mas o principal é ser prática e levar somente o necessário.

Dublin é uma cidade portuária, logo, fica próxima ao mar e isso é um fator que influencia muito no clima. O verão de 2013 foi bem atípico, porque a temperatura esteve bem acima do esperado, mas normalmente não costuma ser muito quente.  O fato é: o clima é bem diferente do Brasil.

Então, seguem algumas dicas pra você entrar no clima antes mesmo de decolar.

As roupas para o inverno do Brasil provavelmente não suportarão o frio intenso. Então uma boa opção é deixar pra comprar casacos mais pesados aqui, porque além da variedade, os preços também são ótimos.

Outra dica é em relação às calças jeans. Aqui encontramos muitas e de várias cores, mas a maioria tem o modelo diferente das que usamos, que não favorecem muito nosso corpo.

malas-1

Roupas íntimas são indispensáveis, então traga todas que puder – todas mesmo. As calcinhas aqui em Dublin ou são fio dental ou modelos que parecem mini-shorts, então não economize em lingerie.

Mesmo que você não use meia-calça no Brasil, acredite, aqui elas são essenciais. As meias em geral são bem baratas, então economize espaço para as calcinhas e deixe pra comprar as meias aqui que são de ótima qualidade, bem baratas e a com uma variedade incrível de estilos, cores e estampas.

Assim como eu, tenho certeza que você também ama sapatos, mas aqueles lindos, com salto 15 não são muito úteis aqui. O melhor é trazer sapatos confortáveis e que sejam adequados para o clima. Se puder traga botas, tênis que é o que mais usamos, até porque, além de chover, nós andamos demais.

Se você necessita de algum medicamento especial, traga. Aqui na Irlanda já podemos comprar remédios pra gripe e dor de cabeça sem receita, mas eu sugiro que traga do Brasil porque fica mais em conta. Anticoncepcional também é bem caro, então, caso precise, já traga a quantidade que você precisará por todo o período que pretende ficar aqui. Importante ter a receita de todos os remédios que tiverem na mala. É difícil, mas pode acontecer de abrirem a mala despachada, nesse caso você estará prevenida.

Meninas, quanto a maquiagem, traga somente as que vocês já tem. Em Dublin podemos encontrar coisas boas pela metade do preço que pagamos no Brasil. Quanto a secador de cabelo, chapinha, caso queira pode trazer, mas você precisará comprar o adaptador, por isso, acredito que compense comprar aqui que tem qualidade e preço bom, e você ainda economiza espaço na mala.

Quanto a roupas de cama, toalhas de banho, são itens bem baratos, mas traga para os primeiros dias, porque assim você terá tempo pra procurar com calma, até porque nada melhor do que um banho depois de horas de viagem.

Produtos de higiene e beleza encontramos desde os mais baratinhos até os mais caros. Traga shampoo, condicionador, hidratante, desodorante para os primeiros dias, mas não se preocupe porque aqui tem uma variedade incrível.

Em Dublin as pessoas não se importam muito com a roupa que usamos. No geral, todos são bem simples, então não pense que porque você está vindo pra Europa que precisa ter roupas chiques e caras.

O importante é que não traga as duas malas cheias. Pratique o desapego sem medo, porque chegando aqui você vai conhecer lojas como a Penney’s, Dunnes e aí vai me entender bem. Nessas lojas podemos encontrar tudo que precisamos com preços bem acessíveis.

E a última e principal dica é que aproveite muito essa nova etapa que é cheia de alegria, choro, saudade, desespero, amor, desapontamento, encontros e desencontros. Essa é a hora de deixar tudo pra trás pra viver coisas novas, conhecer lugares incríveis, pessoas e culturas diferentes, e acima de tudo descobrir a nós mesmos.

Intercambista viaja, é doido e pobre, mas intercambista se vira, se ajeita e consegue!

 

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

O Primeiro Dia na Escola

Vocês já ouviram falar no “Induction Day”? É uma prática comum entre as escolas aqui em Dublin. No seu primeiro dia, você receberá todas as instruções para tirar o seu PPS, abrir sua conta bancária, tirar seu GNIB e tudo mais. Além disso, algumas escolas oferecem diversas atividades e passeios pra você já ir se acostumando com a cidade e o caminho até a escola.

O que fazer no primeiro dia?

Além de aproveitar os passeios e tudo mais, é importante você se lembrar de pedir na secretaria da sua escola a PPS Letter, Bank Letter e a apólice do seu seguro governamental. Algumas escolas demoram um pouquinho para entregar esses documentos então é importante que você fique em cima, cobrando todos os dias.

Se você ainda não fez o seu teste de nivelamento on-line, já aproveite para agenda-lo. Só fazendo esse teste a escola poderá saber em qual turma você deverá estudar.

 

checkbox

O teste de nivelamento

O teste costuma ser bastante simples, apenas com questões de múltipla escola. Responda honestamente, não tente copiar do vizinho pois isso poderá prejudicar o seu aproveitamento do curso. Responda as questões com atenção e evite chutar. Ao contrário do que você faz na escola, nas suas provas normais, se você não tem certeza de alguma resposta, marque a que você acredita ser a mais impossível de estar correta pois se você acertar muitas questões no chute, você cairá em uma turma mais avançada e talvez não consiga acompanhar o curso.

O ponto é… Você não tem que ter vergonha de começar no nível mais inicial de todos. Não tente começar o seu curso no nível intermediário se você deveria estar no iniciante. Isso só irá fazer você perder tempo de curso pois cedo ou tarde você terá que pedir para retornar alguns níveis. 😉

 

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Saindo do Aeroporto

Você desembarca em Dublin quase como um zumbi. Depois de horas dentro de um avião onde praticamente só as suas pernas dormiram, você pisa em terras verdes. Se você comprou o seu curso com o serviço de translado incluso, já tem um motivo pra sorrir pois logo logo estará na sua acomodação quentinha e com cama confortável. Mas se você não possui um transfer, prepare-se pra mais um tempinho sentado dentro do ônibus ou seja feliz pegando um táxi. 😉

O transfer pode não parecer algo tão importante para o estudante, mas é! Muitas pessoas preferem não pagar pelo transfer e ir para a acomodação de táxi. Isso é totalmente normal e aceitável. Porém, o transfer tem mais uma função além de te buscar no aeroporto. Ele é quem irá informar a sua escola ou agência que você ainda não chegou caso tenha algum problema ao passar na imigração. Assim, a sua escola ou agência poderá entrar em contato diretamente com o agente da imigração no aeroporto e liberar a sua entrada, evitando as vezes horas e horas de espera. Sem dizer que assim a sua família também pode ficar sabendo do seu paradeiro.

Procurando o seu transfer

Encontrar o seu transfer não é uma tarefa complicada. Assim que você pegar a sua bagagem, siga o fluxo em direção a área de desembarque. Logo que você passar pela porta elétrica, você verá várias pessoas esperando seus amigos, parentes ou estudantes. Procure o camarada que estiver segurando uma plaquinha com o seu nome. Tem alguns transfers mais “high-tech” que usam um tablet pra isso! :)

Se você é econômico, ou gosta de se aventurar e optou por não adquirir o serviço do transfer, você tem duas opções para sair do aeroporto em destino à sua acomodação: Ônibus ou Taxi.

Pegando um ônibus

O ônibus em Dublin não aceita notas, apenas moedas. Portanto, se você não tiver moedas, compre algo pra trocar o seu dinheiro. O valor da passagem para ir até o centro da cidade é 2,40 euros. Antes de viajar, entre em contato com algum amigo que esteja morando aqui ou até mesmo com a sua escola ou agência e pergunte onde você deverá descer do ônibus. Em breve você poderá encontrar uma postagem ensinando como pegar ônibus em Dublin CLICANDO AQUI.

Chamando um Taxi

hailo-appLogo na saída do aeroporto você verá dezenas de taxis parados esperando por um passageiro. Você pode simplesmente escolher algum deles e pronto. Porém, pode acontecer de um taxista de má índole percorrer a cidade toda com você só pra cobrar mais caro. Pode acontecer também do taxista não ter um GPS no carro e não fazer ideia de onde fica a sua acomodação. Por essas e outras recomendamos o uso do aplicativo mobile HAILO. Com ele você pode chamar um táxi de qualquer lugar de Dublin. Os taxistas cadastrados são de total confiança e o aplicativo mostra em tempo real o percurso da sua corrida. Se você deseja instalar o aplicativo no seu celular com Sistema Operacional Android, CLIQUE AQUI ou utilize o QR-Code ao lado. O app também está disponível para dispositivos com iOS, basta buscar por “HAILO” na Apple Store.

HailoCab

 

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

A Imigração no Aeroporto

A maior preocupação da maioria dos brasileiros quando a data da viagem está se aproximando é o bendito momento de passar na imigração. Ao entrar no avião, a cabeça já começa a fazer filminhos de terror, onde você é preso em uma sala vazia por horas, até que um guarda vem, te pega pelo braço e te leva para algum outro lugar dizendo “Sua entrada na Irlanda não foi liberada e você está sendo deportado”. Você não tem direito a uma ligação, não consegue avisar a sua família e ainda perde toda sua bagagem. Rsrs

Calma pessoal, não acontece nada disso. Não há motivo pra pânico! É claro que a imigração pode muito bem barrar a sua entrada no país mas isso só irá acontecer se você não estiver com a sua documentação em ordem ou algo de errado acontecer com a sua escola. Então, antes de falarmos de como é passar pela imigração, vamos relacionar todos os documentos que você vai precisar ter em mãos:

– Passaporte

– Carta de comprovação de matrícula da sua escola (Enrolment Letter)

– Carta de comprovação de reserva da sua acomodação

– Comprovante de saldo do seu VTM (Não é obrigatório, mas é bom trazer)

– Comprovante de reserva da sua passagem de volta

Agora uma dica importante: Pesquise muito bem antes de comprar o seu curso. A imigração irlandesa está fechando muitas escolas por aí, por isso, tenha certeza de estar comprando com uma instituição séria, de qualidade e tradicionalismo. Sabemos que sempre o mais em conta chama a atenção e somos propensos a dar prioridade pelo que custa barato, mas nem sempre isso é bom. Pense que você está investindo uma boa grana e está deixando sua casa, sua família, seu trabalho e tudo mais para sair do Brasil e aprender outro idioma, então, invista em algo que vai te trazer um bom retorno e vai valer a pena. 😉

 

Agora sim, vamos prosseguir…

Ao embarcar para Dublin você irá se deparar com a primeira dificuldade que é a sua conexão, é claro que pra quem já está acostumado com viagens internacionais, isso não é um problema, caso contrário, com certeza vai rolar um nervosismo, um gelinho na barriga e tudo mais. Mas realmente não há dificuldade alguma. Você apenas deverá mostrar seu Passaporte sempre que pedirem. Se perguntarem pra onde você vai, diga Dublin e se perguntarem o que você vai fazer aqui, diga que vem pra estudar, resumindo, fale a verdade… você não tem nada a esconder e não está fazendo nada de errado.

Dica: Rapazes, evitem viajar de boné, correntes muito grandes no pescoço e tudo mais. Eu sei que é um absurdo, mas ainda há quem encane com essas coisas. Você não precisa se vestir todo “mauricinho”, mas uma calça jeans e uma camiseta mais discreta já ajudam a evitar transtornos.

Chegando no aeroporto de Dublin é a hora de passar pelo agente da imigração. Para chegar até lá, siga o fluxo e fique atento apenas quando ver uma plaquinha que separa as filas na imigração. Uma fila é apenas para Europeus e a outra é para não Europeus. Se você tem passaporte italiano, espanhol, português ou qualquer outro europeu, não precisará passar pelos passos seguintes.

Depois de entrar na sua fila de não europeu, pegue todos os documentos necessários (aqueles que citamos no começo do post) que está na sua bagagem de mão, e já fique segurando eles. Quando chegar a sua vez, apenas entregue todos os documentos juntos para o agente. Ele vai ver o que precisa e te devolverá o que tiver a mais. Caso ele pergunte algo que você não entenda, não tenha medo de dizer que você não fala inglês e solte um “Sorry, I don’t speak english”. Você está vindo para Dublin pra aprender inglês então não tem a obrigação de saber. Alguns agentes arriscam um espanhol pra ajudar no entendimento. :)

imigracao-dublin

Se você perceber que o agente está com alguma dificuldade, ou ele te disser que tem algo errado, não entre em pânico. Apenas peça pra ele ligar para a sua escola ou agência. Eles sempre ligam e resolvem tudo.

Só pra ressaltar, vamos listar os principais motivos pelos quais a sua entrada na Irlanda pode ser barrada:

– A falta de algum documento

– Dados divergentes (alguma informação incorreta nos seus documentos)

– Algum problema entre a sua escola e a imigração

– Se você já foi deportado anteriormente

E lembre-se, pesquise bastante antes de adquirir o seu curso. Tenha certeza de que está comprando com uma instituição séria e com bom tempo de mercado. Para ajudar na sua pesquisa, acesse o site http://nqai.ie/. Nele você encontra uma lista de todas as escolas autorizadas a prestarem serviços na Irlanda. Para acessar diretamente a lista atualizada em Agosto de 2013, CLIQUE AQUI.

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Fazendo as Malas

mala

Muita gente sente extrema dificuldade ao fazer as malas. Ficam com medo de trazer pouca coisa e precisar de algo que deixou pra trás, ou colocar coisa demais e exceder o peso. No entanto, existem algumas dicas simples que podem te ajudar nessa missão. É claro que cada um pode trazer o que quiser e essas dicas podem variar um pouco de acordo com a pessoa, mas no geral, o que um intercambista realmente precisa pra sobreviver em Dublin é quase sempre igual para todos. HEHE’

Primeira coisa: Lembre-se de que você está vindo com o objetivo principal de estudar, morar em Dublin, e não para fazer turismo. O que isso significa? Significa que você irá lavar a sua roupa, então não precisa trazer uma peça para cada dia que for ficar aqui. 😉

Segunda coisa: Geralmente voltamos ao Brasil com muito mais bagagem do que viemos, então economize espaço. Na volta você terá mais roupas, presentes para a família e lembranças dos seus amigos daqui.  Sem contar os copos de pint que você achou.

Nem pense em trazer roupa de cama. Isso só vai ocupar espaço na sua mala. Aqui isso custa muito barato e enquanto estiver na sua acomodação, terá roupa de cama limpinha e cheirosa pra usar. Já com relação a toalhas, é bom trazer uma de banho e uma de rosto. Mesmo que você fique hospedada com uma família Irish, é recomendado ter sua toalha.

As roupas intimas femininas aqui são um pouco diferentes das vendidas no Brasil, então, tragam um pouco a mais para o caso de não se adaptarem com as daqui. Já os rapazes não tem com o que se preocupar, afinal, cueca é cueca em qualquer lugar.

É bom já vir preparado para a caminhada, por isso, o bom e velho tênis é indispensável tanto para homens quanto para mulheres. Quanto mais confortável for o seu sapato do dia-a-dia, melhor. Tragam também algo mais social pra uma eventual entrevista de emprego e algo pra usar pra sair.

Quanto a eletrônicos, se você já possui laptop, câmera digital, smartphone, tablet, iPod, iNumPode tudo mais, traga e use. Caso você não tenha, é melhor deixar pra comprar aqui. Esses aparelhos costumam ser mais baratos aqui do que no Brasil. E quer saber de algo legal? Aqui você vai poder comprar seu Playstation 4 . =)

Com tudo que você tem que ver pra trazer, tome cuidado para não se esquecer da saúde. Se você sofre de alguma doença crônica como rinite, sinusite, bronquite e outros “ites”, não esqueça seus medicamentos. Tragam também alguns para dores de cabeça (incluindo anticoncepcionais, pra prevenir.. rs), dores de estomago e alguns anti-inflamatórios. Fale com o seu médico e veja o que ele te recomenda. Por favor, aos festeiros de plantão, não esqueçam o Engov. 😉

Todos os remédios devem vir na sua mala grande, aquela que será despachada no avião. É importante lembrar também de trazer todas as receitas.

 Resumão

Pra facilitar, vamos fazer um resumão de tudo que você precisa trazer. Uma listinha ajuda bastante né?! =)

Para os rapazes:

– 8 Camisetas             – 1 Sapato social

– 1 Camisa                   – 1 chinelo

– 1 blusa de frio        – 8 Cuecas

– 2 Bermudas            – 8 pares de meia

– 3 Calças                    – 2 Pijamas de calor

– 1 Tênis                      – 2 Pijamas de frio

– Toalhas

Para as meninas, CLIQUE AQUI e confira um post feito exclusivamente pra vocês. 😉

Importante: Não se esqueçam que as companhias aéreas limitam o peso das malas. Geralmente são aceitas duas malas com 32Kg cada mais uma bagagem de mão com até 10Kg. Por via das dúvidas, consulte o regulamento da sua companhia para evitar problemas.

Bagagem de mão

Na sua mala de mão, você não poderá transportar líquidos. Isso inclui refrigerantes, desodorantes, cremes e qualquer outra coisa com textura semelhante. Se você precisa levar algum item desse tipo, você deverá limitar-se a embalagens de até 100ml e todas deverão estar dentro de um saquinho do tipo “Zip-Lock”, como na imagem abaixo.zip-lock

Não coloque nada pontiagudo como canivetes, alicates de unha ou algo do gênero. Com certeza essas coisas irão pro lixo do aeroporto.

Ahh… como prevenir é sempre bom, traga uma peça de roupa na sua mala de mão. Só pra casos de emergência como o extravio da sua bagagem. =S

 

Você acha importante levar algo que não está nesse post? Veio pra Dublin e sentiu falta de algo que deixou de trazer? Compartilhe com todos os leitores. Deixe um comentário aqui em baixo e ajude a melhorarmos nosso conteúdo. =)

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com