10 Curiosidades Sobre o Valentine’s Day

blog_titulo_valentine

E lá se foi o dia dos namorados…

Para alguns foi bom, com o amor ao lado, comemorando com flores, chocolates, cartões e tudo que se tem direito. Para outros, um dia triste, distante do parceiro, comendo miojo e dormindo sozinho no frio da Irlanda.

Em homenagem a essa data amada e odiada por muita gente, o Dublin Aqui Vou Eu traz pra vocês:

Os 10 Fatos Mais Interessantes e Estranhos Sobre o Dia dos Namorados.

valentine

1- A data é comemorada em homenagem a St. Valentine’s (São Valentim) porém, existiram 3 santos com esse mesmo nome. Um deles foi um padre, o outro foi um bispo e o terceiro sabe-se apenas que foi um mártir (alguém que sacrifica a vida pela sua fé). As histórias dos três St. Valentine’s são tão obscuras e pouco comentadas que não é possível saber a qual deles estamos homenageando no Dia dos Namorados.

valentines day teacher gift ideas

2- Os professores recebem mais cartões no Valentine’s Day do que qualquer outra pessoa no mundo.

cards

3- Mais de 650 milhões de cartões são trocados entre crianças de 6 a 10 anos no dia dos namorados.

VeronaJuliet'sBalconyAShrinetoLove

4- A cada ano, a cidade de Verona na Itália recebe mais de mil cartas e cartões de Valentine’s endereçados a Julieta, criação de Shakespeare.

dog

5- Mais de 9 milhões de pessoas compram presentes para seus animais de estimação no dia dos namorados.

roses-roses-29610910-1920-1200

6- Nos Estados Unidos, estima-se que 15% das mulheres recebem flores enviadas por elas mesmas no dia dos namorados. Estranho né?!

 valentines-day-gift-cards-for-your-girlfriends

7- No dia de São Valentim são enviados cerca de 1 bilhão de cartões em todo o mundo. Apenas o Natal ultrapassa esse número.

chocolate

8- Richard Cadbury produziu a primeira caixa de chocolates para o dia dos namorados. Isso aconteceu no final dos anos de 1800.

caracao-box

9- Mais de 35 milhões de caixas de chocolate em forma de coração são vendidas no dia dos namorados.

mulheres-presente

10- As mulheres compram em média 85% de todos os presentes para o dia dos namorados.

casamento

BONUS: 220 mil, é o número aproximado de pedidos de casamento no dia dos namorados todos os anos.

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

5 Lugares Extremamente Frios Porém Habitáveis

blog_titulo_frio

Todos nós já sabemos que o clima na Irlanda é bastante instável. Entretanto, uma coisa que podemos ter certeza é que no inverno faz frio de verdade e a vontade de sair da cama pra ir trabalhar ou estudar desaparece completamente. Há alguns dias a neve deu as caras novamente por aqui, para a alegria daqueles que nunca a viram antes na vida, e se por isso você já está reclamando do frio como se morasse dentro de um freezer, pense que poderia ser pior. =)

Pegue um cobertor, ligue o aquecedor e prepare-se pois esse post fará você congelar ainda mais. Conheça agora os 7 lugares mais frios porém habitáveis do mundo!

1- VERKHOYANSK, RUSSIA

verkhoyansk

A cidade de Verkhoyansk possui 1.434 habitantes segundo censo realizado em 2002. Localizada em uma área florestal da Sibéria há 2.414km ao sul do Polo Norte, os termômetros por lá costumam marcar em média -45 °C no mês de Janeiro. O recorde de temperatura mais baixa na cidade aconteceu em 1892 quando os termômetros bateram incríveis -67,8 °C.

2- INTERNATIONAL FALLS, EUA

international_falls

Localizada no estado de Minnesota nos Estados Unidos, essa cidade não chega a ser tão fria quanto Verkhoyansk mas ainda assim é a mais fria da América do Norte. Com pouco mais de 6.700 habitantes, a cidade faz fronteira com o Canadá e seus invernos longos fazem os moradores dormirem até 60 noites com temperaturas negativas, geralmente em torno de -16,2 °C. Outra característica fria da cidade é a neve, que pode chegar a 1,66 metros de altura todos os anos.

3- HELL, NORUEGA

hell

Apesar do nome curioso, essa cidade é a mais fria da Noruega. Em 2010, a média da temperatura registrada foi de -6,7 °C. Entre os meses de Dezembro e Março, a cidade fica sob o gelo. O maior sucesso entre os turistas são as placas com o nome da cidade que contradiz a situação real já que “Hell”, que significa “inferno” em inglês, transmite uma impressão de muito calor quando na verdade está tudo coberto por gelo.

4- YAKUTSK, RÚSSIA

yakutsk

Yakutsk tem o título de cidade mais fria do mundo. Durante o ano, a temperatura começa a cair em Setembro e só voltam a subir em Maio. A média da temperatura no mês de Janeiro é de -36,7 °C sendo que o recorde do mês foi nada mais nada menos que -63 °C. O frio é tão intenso que os encanamentos devem ficar acima do solo para que a água não congele. Em determinadas épocas, os carros devem ser guardados com os motores ligados pois com o frio extremo, eles podem não voltar a funcionar se desligados.

A cidade é habitada por 200 mil moradores que vivem basicamente da indústria da mineração. Entre as atrações da cidade você encontra museus, teatros e até mesmo um zoológico.

Quer conhecer um pouco mais de Yakutsk? Assista esses vídeos e imagine se você conseguiria viver por lá.

 

5- BARROW, ALASCA

barrow

Barrow está localizada a pouco mais de 2000km do Polo Norte. Essa é a cidade mais ao norte dos Estados Unidos. O lugar fica totalmente congelado e o Sol se põe em Novembro, voltando a aparecer apenas em Janeiro. Até mesmo no verão, a temperatura não costuma subir muito, ficando entre 4,7 °C nos meses mais quentes. Para chegar até a cidade, somente por meios aéreos ou marítimos.

 

 Fonte: Megacurioso

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Quer Aprender? Comece a Cantar!

blog_titulo_cantar

Se você é um intercambista que não canta no chuveiro, acho melhor começar a aquecer as cordas vocais. Segundo uma pesquisa realizada no ano assado pela psicolinguista portuguesa Fernanda Ferreira, cantar em um outro idioma ajuda e muito no aprendizado da língua.

Em um teste, foram selecionados ao acaso 66 adultos que foram submetidos a três métodos de aprendizados diferentes que consiste em escutar e repetir: Falar, falar com ritmo e cantar. A intensão era observar quais dos participantes aprenderia o idioma húngaro com maior facilidade. Após 15 minutos de teste os participantes que cantaram tiveram uma absorção muito maior de todo o conteúdo do que os participantes que falaram com ou sem ritmo.  Eles também foram capazes de repetir frases em húngaro com mais precisão e facilidade. As diferenças nos resultados não levam em conta fatores como idade, capacidade de memória fonológica, conhecimentos musicais, entre outros.

Com isso, fica comprovado que o método de escutar e cantar facilita a memória verbal para frases em outro idioma.

“Esse estudo nos dá a primeira evidência experimental de que um método de audição e repetição através da música pode favorecer o processo de aprendizagem de uma língua estrangeira, além de abrir as portas para os estudos nessa área. A questão é se a melodia pode servir como um empurrão para ativar a memória da pessoa, ajudando-a a lembrar das palavras e frases estrangeiras com mais facilidade” comenta a Dra. Karen M. Ludke, doutoranda do Instituto de Música no Desenvolvimento Humano e Social da Universidade de Edimburgo.

 

 

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Ser Bilíngue Proteje Nosso Cérebro

blog_titulo_alzheimer

Um estudo feito pela psicóloga Ellen Bialystok e seus colegas da York University em Toronto comprova que o cérebro de pessoas bilíngues funciona melhor, e além disso, conseguem lidar melhor com o mal de Alzheimer. Durante seu estudo, ela selecionou 450 pacientes que haviam sido diagnosticados com o mal de Alzheimer, metade delas era bilíngue e a outra metade falava apenas um idioma. Embora todos eles estivessem com a doença em um mesmo estágio, os bilíngues haviam sido diagnosticados mais ou menos quatro anos mais tarde e relataram que os sintomas começaram a aparecer cerca de cinco anos mais tarde do que os não bilíngues. De acordo com os pesquisadores, todos eles realmente tinham o mesmo nível de comprometimento, porém, os bilíngues eram quatro ou cinco anos mais velhos, o que significa que eles foram capazes de lidar melhor com a doença e por mais tempo.

Após exames cerebrais, foi constatado que o cérebro dos pacientes bilíngues possuem deterioração mais avançada, no entanto, essa diferença não é visível através dos comportamentos ou habilidades, ou seja, os bilíngues agem como se a doença estivesse em um estágio muito menos avançado. Assim que a doença começa a comprometer uma região do cérebro, os bilíngues podem continuar a funcionar normalmente. Segundo os pesquisadores, ser bilíngue não irá prevenir a doença, mas com certeza tornará mais fácil aos idosos lidar com ela.

Outros estudos também mostram que os benefícios causados ao cérebro ao de se falar mais de uma língua não são notados apenas naqueles que sempre foram bilíngues, mas também nos pacientes que aprenderam uma língua estrangeira mais tarde na vida.

Cientistas afirmam que a proteção causada pelo bilinguismo acontece devido a diferenças cerebrais. As pessoas bilíngues exercitam mais uma parte do cérebro chamada Sistema de Controle Executivo que envolve parte do córtex pré-frontal e outras áreas para que seus dois idiomas não interfiram um no outro, classificando com várias opções cada palavra, alternando entre as duas línguas e mantendo tudo organizado.

Fonte: Livescience.com

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

7 Coisas Que Talvez Você Não Sabia Sobre a Irlanda

blog_titulo_curiosidades

 

A Irlanda, assim como sua população e história possuem algumas curiosidades que talvez você ainda não tenha lido em outro lugar. Que tal listarmos algumas delas e depois você comenta aí em baixo quais você já conhecia. Vamos lá!? :)

 

Playboy

1- A Revista Playboy foi banida na Irlanda até 1995

Até o ano de 1995, os irlandeses podiam assistir ao canal Playboy TV mas não podiam comprar a revista que foi banida pelas leis da censura.

 

Guinness

2- A cerveja Guinness é mais vendida na Nigéria do que na Irlanda

Parece estranho, mas é verdade. A Irlanda fica na terceira posição no quadro de países onde a cerveja Guinness é mais vendida, A Nigéria ocupa a segunda posição e a Inglaterra fica em primeiro lugar.

 

Chuva

3- No verão de 2007, a Irlanda passou 40 dias em baixo de chuva constante

Que é normal chover na Irlanda todo mundo sabe, mas em 2007 as coisas saíram um pouco do controle de São Pedro. No dia 24 de Agosto completou-se 40 dias de chuva, seguidos, sem pausa! Até para os padrões irlandeses esse foi um verão bem atípico.

Alcoolismo

4- Os irlandeses não bebiam tanto assim nos anos 90

Quando pensamos na palavra “irlandês”, logo associamos a algum tipo de bebida alcoólica. Isso acontece pois os irlandeses consomem mais álcool do que em qualquer outro país da Europa. Mas isso não foi sempre assim. Até a chegada do século XXI, o consumo de álcool da Irlanda por população era extremamente moderada, chegando a haver uma grande abstinência de bebidas alcoólicas no país.

 

U2

5- Somente dois membros da banda U2 são realmente nascidos na Irlanda

Apenas Bono Vox e Larry Mullen Jr. são realmente nascidos na Irlanda. The Edge nasceu em Londres e se mudou para Malahide com seus pais quando tinha apenas 1 ano de idade. Adam Clayton, baixista da banda, nasceu em Oxfordhire, na Inglaterra. Sua família se mudou para Malahide quando Adam tinha 5 anos de idade e logo ele se tornou amigo de The Edge.

 

Sim_Nao

6- A primeira língua oficial do país não possui as palavras SIM e NÃO

O Gaélico, ou irlandês não é muito usado no dia-a-dia dos irlandeses mas ainda é ensinado nas escolas e cerca de 40% da população se considera expert no idioma. Uma grande curiosidade do gaélico é que não existem traduções correspondentes às palavras SIM e NÃO. Ao invés disso, os irlandeses respondem perguntas de positivo ou negativo repetindo o verbo. Um exemplo em inglês seria:

Pergunta: It’s cold, isn’t it?

Resposta: Yes, it’s cold.

Que em gaélico ficaria:

Pergunta: Tha i fuar, nach eil?

Resposta: Tha tha i fuar.

 

Irlandeses

7- A população total da Irlanda é de 6 milhões de habitantes, porém, há cerca de 80 milhões de requisições da cidadania irlandesa por ancestrais em todo o mundo

No século 19, grande parte da população irlandesa que dependia da agricultura para sobreviver abandonou a ilha fugindo da “Irish Potato Famine”, uma crise na agricultura que causou uma enorme escassez de alimentos no país. Isso pode explicar o grande número de descendentes irlandeses espalhados por todo o mundo.

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Conheça a Giant’s Causeway

blog_titulo_calcada

A Calçada dos Gigantes, em inglês “Giant’s Causeway” está localizada na costa nordeste da Irlanda há aproximadamente 140km de Belfast. É uma região rochosa que contem cerca de 40 mil colunas de basalto, uma típica rocha vulcânica, formadas devido ao rápido resfriamento da lava de um vulcão que entrou em erupção há 60 milhões de anos atrás.

Drury_-_View_of_the_Giant's_Causeway

O local permaneceu desconhecido durante muitos e muitos anos devido ao isolamento da costa Antrim e só veio a ser encontrado no ano de 1963. A Calçada dos Gigantes está aberta para visitação durante todo o ano, inclusive no Natal e Ano Novo e foi nomeada como o melhor ponto turístico guiado da Irlanda. As rochas estão localizadas há 1km da estrada e você pode contar um serviço de transporte até lá. Ao entrar, você recebe um guia em áudio que no decorrer do seu passeio, conta todos os detalhes históricos do local. A paisagem é fantástica a qualquer hora do dia, mas há quem diga que ao amanhecer e ao entardecer, a beleza é ainda mais impressionante.

mccool3Segundo uma antiga lenda Celta, um gigante irlandês chamado Finn MacCool percorria a costa norte da ilha, de onde podia ver a Escócia através do estreito mar de Moyle. Um outro gigante escocês chamado Banandonner foi o maior rival de Finn e desafiou sua força e reputação. Finn decidiu convidar Banandonner para vir até a Irlanda para iniciarem uma batalha decisiva. Como não existia barcos grandes suficientes para que Banandonner pudesse atravessar o mar, Finn decidiu construir uma ponte de pedras enormes para conectar a Irlanda à Escócia, assim Banandooner não teria desculpas para evitar o confronto. Mas quando Finn se aproximou, percebeu que seu rival era muito maior e mais forte que ele e retornou para a Irlanda o mais rápido que pode. Chegando em casa, encontrou sua mulher que lhe deu um conselho. Pediu para que Finn deitasse em um berço, o disfarçou como um bebê e pediu para que ele fingisse que estava dormindo. Em pouco tempo, Banandonner apareceu perguntando por Finn. A mulher pediu para que ele falasse baixo pois seu filho estava dormindo e não podia acordar. Banandooner viu aquele bebê gigante dormindo pensou que Finn seria na verdade o pai e ficou imaginando o seu tamanho. Assustado, Banandooner voltou para a Escócia destruindo a ponte para que o suposto pai não pudesse ir atrás dele.

Essa é a lenda da Calçada dos Gigantes. De um certo ponto, é possível mesmo enxergar a Escócia e várias colunas de pedras quebradas que ficaram pelo caminho.

Para visitar a Calçada dos Gigantes, você pode aproveitar as excursões oferecidas pela sua escola ou pela MD4S. Mas se você quiser se aventurar um pouco mais, uma ótima dica é alugar um carro. Você pode ver como alugar um carro em Dublin clicando AQUI.

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

Pharrell Williams – Happy (Dublin)

blog_titulo_HAPPY

 

E aí pessoal! Tudo certo?

Por acaso, assim como eu, vocês estão curtindo a música Happy do Pharrell Williams?

Se a sua resposta é sim, então dê o play nesse vídeo o confira uma versão do videoclipe gravado aqui em Dublin. Aumente o volume e aproveite!!! 😉

 

“Because I’m happy
Clap along if you feel like a room without a roof
Because I’m happy
Clap along if you feel like happiness is the truth
Because I’m happy
Clap along if you know what happiness is to you
Because I’m happy
Clap along if you feel like that’s what you wanna do”

6 Paraísos Naturais na Suíça

blog_titulo_suica

No nosso último post falamos sobre alguns países que não são boas opções de destinos para conhecermos em 2014. Mas hoje, o assunto é completamente o diferente. Quer saber um bom destino para a sua viajem? Que tal a Suíça? :)
A Suíça é um país europeu com mais de 7 milhões de habitantes, alguns deles são receptivos e outros já são um pouco mais grosseiros, mas de modo geral, valorizam bastante a educação, são bastante patriotas e respeitam a própria cultura. A arquitetura é agradável aos turistas e as paisagens rendem sempre belas fotos.
O Dublin Aqui Vou Eu foi atrás e trouxemos pra você que é amante da natureza, sete lugares na Suíça que são verdadeiros paraísos naturais. Confira!

 

06 – Oeschinensee
O Oeschinensee é um lago em forma de ferradura situado em Bernese Oberland e considerado parte do Patrimônio Mundial da UNESCO. Apesar de pequeno, com pouco mais de 1km², o lago está cercado de belíssimas paisagens e localizado a 1578m de altitude. As águas de cor azul turquesa refletem perfeitamente os picos das montanhas que estão ao seu redor. A partir de Kanderstag, os visitantes podem fazer um passeio de teleférico até o lago e aproveitar para tirar fotos de todos os ângulos possíveis.
06

 

05 – Rhine Falls
Formada ainda na era do gelo há mais de 14 mil anos atrás, a Rhine Falls não formam apenas as maiores quedas d’agua da Suíça mas sim as as maiores cataratas da Europa com 150 metros de largura e 23 metros de altura. Durante a alta temporada de verão, as cataratas derrubam mais de 700 mil litros de água por segundo em toda sua extensão. Os visitantes podem fazer um passeio de barco que vai até uma ilha localizada no coração das quedas d’água e sentirem de perto o poder das “Cataratas do Reno”.
05

 

04 – Aletsch Glacier
A Aletsch Glacier está localizada ao leste do Bernese Alps. São 23km de comprimento e mais de 120km² de largura que compõe a maior geleira dos Alpes de toda a Europa. Na verdade, alguns cientistas afirmam que essa é a única geleira do mundo composta por aproximadamente 27 bilhões de toneladas de gelo. A única maneira de se ter uma visão bem próxima dela é em um teleférico com vista para o Bettmerhorn e Eggishorn.
04

 

03 – Matterhorn
Ocupando a fronteira entre a Suíça e a Itália, a Matterhorn ergue-se orgulhosamente como a montanha mais alta dos Alpes com 4.478 metros. Com formato de pirâmide, a montanha possui quatro faces direcionadas exatamente para os quatro pontos cardeais principais. As faces são tão íngremes que é possível enxergar as geleiras que se formam na base de cada pico incluindo a geleira de Zmutt, a oeste. A Matterhorn não se destaca apenas por ser enorme, mas também por estar completamente isolada de outras montanhas e isso a faz parecer ainda mais majestosa, com sua característica única que é o pico levemente torto. Os visitantes podem chegar até a Matterhorn pelo lado da Suíça em Zermatt ou pelo lado italiano em Breuil-Cervinia.
03

 

02 – Lauterbrunnen Valley
Aninhado entre paredes rochosas gigantescas e montanhas deslumbrantes, o Lauterbrunnen Valley é considerado o mais impressionante vale glacial nos Alpes. Embora tenha apenas 1km de largura e 3km de profundidade, seus penhascos possuem forma de U e o vale é quase totalmente plano. O Lauterbrunnen Valley é o lar de 72 quedas d’água, incluindo a famosa Staubbach Falls que é a maior cachoeira em queda livre da Europa com quase 300 metros de altura. Os visitantes podem ficar hospedados em charmosas pousadas localizadas dentro do vale e desfrutar da maior área de conservação ambiental de toda a Suíça.
02

 

01 – Lake Lucerne
Embora na Suíça existam mais de 1500 lagos dentro de suas fronteiras, o Lago de Lucerna oferece algumas das visitas mais pitorescas em torno do Monte Rigi e Monte Pilatus. Localmente conhecido como Vierwaldstättersee, é um destino muito escolhido pelos turistas nativos que querem explorar suas curvas complexas e seus braços em um barco. A partir da água, os visitantes podem aprecisar a vista deslumbrante de picos irregulares e uma visão tridimensional dos penhascos íngremes mergulhando nas águas azuis cintilantes. Acredita-se que a beleza inexplicável da luz da Lua tocando as mágicas águas do Lago de Lucerna é o que inspirou o nome da peça mais famosa de Beethoven chamada “Moonlight Sonata”.

01

 
 

Fonte: Escapehere

 
 
 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

6 Destinos Que Devemos Evitar Em 2014

blog_titulo_destinos

 

Quem não gosta de viajar?! Conhecer outros países e encher o Facebook com fotos do mundo inteiro. Não há nada de errado nisso e todos nós devemos mesmo dar um jeitinho de viajar. Entrar em um avião com destino a diversos países não é um gasto a mais e sim um investimento, pois não há melhor maneira de aprender, crescer e viver do que viajando. Porém, antes de sair comprando passagens pra qualquer canto, é bom ficar esperto com alguns destinos que não são muito recomendados devido a violência, condições de vida da população, crise política ou alguma outra razão. Confira agora uma breve relação com os 6 destinos que você mais deve evitar esse ano:

 

madagascar06 – Madagascar
Desde Janeiro de 2009, Madagascar encontra-se em uma luta violenta sem fim devido ao grande descontentamento da população com relação ao seu governo. Esse é com certeza um destino que deve ser evitado.

 

arabia05 – Arábia Saudita
Devido a presença de um grande número de unidades terroristas espalhadas por todo o país, alguns deles aliados a Al-Qaeda, a Arábia Saudita não é um bom país para se conhecer no momento.

 

colombia04 – Colômbia
A Colômbia infelizmente deve estar nessa relação devido ao seu problema com o narcotráfico. A segurança do país se desenvolveu bastante com o passar dos anos mas o tráfico de drogas ainda é um problema incontrolável por lá, principalmente na cidade de Buenaventura onde o índice de violência também é bem alto.

 

rep_centro_africana03 – República Centro Africana
Apesar da capital da Republica Centro Africana (Bangui) ser considerada inofensiva, não é uma boa ideia viajar por outras regiões do país. Você correrá sérios riscos de encontrar com bandos de rebeldes armados, ladrões, bandidos entre outras coisas que o governo local não consegue controlar.

 

Georgia02 – Geórgia
Com o aumento da corrupção e violência, hoje é comum cenas de grandes tiroteios na Geórgia. Então, é melhor não arriscar e ficar longe.

 

mexico01 – México
A grande epidemia de Gripe Suína que já atingiu o estágio 5 segundo a Organização Mundial da Saúde é um dos motivos pelos quais você deve manter distância do México. Além disso, o tráfico de drogas e a violência também são fatores que merecem a nossa atenção.

 

Fonte: Escapehere

 

 

Encontrou algum erro ou gostaria de acrescentar alguma informação importante à este post?! Envie suas sugestões para contato@dublinaquivoueu.com

20 Palavras Que Não Possuem Tradução

blog_titulo_traducao

Algumas palavras são difíceis de traduzir, seja de inglês para o português, do italiano para o francês, do coreano para húngaro, ou seja lá o que for. Mas existem também aquelas palavras que não existem traduções literais, são palavras exclusivas de um determinado idioma. Você já deve ter ouvido falar que a palavra “saudade” é exclusiva do português. Ela é considerada a palavra mais bonita do mundo pelo seu significado e uma das mais difíceis de se expressar em qualquer outro idioma. No entanto, há quem diga também que ela não é uma palavra exclusiva do português. Leia esse post até o final e você irá descobrir o porquê. 😉

Veja alguns exemplos dessas palavras sem tradução e depois comente se você já conhecia alguma delas. =)

 

Alemão: Waldeinsamkeit
É descrito como um momento de solidão, quando você está no meio de uma floresta ou um campo bem tranquilo, relaxando, curtindo a natureza e “pensando na morte da bezerra”.

 

Italiano: Culaccino
Os italianos chamam de culaccino aquela marca deixada na mesa por um copo gelado. Sabe quando você coloca a cerveja trincando de gelada na mesa e quando você pega pra tomar, fica aquela marca embaçada por causa da temperatura do copo? Então, é aquilo.

Continue reading “20 Palavras Que Não Possuem Tradução”